Título a designar...

27.02.10

 

A verdade é que este blogue foi criado para dar aquilo que me faltava, LIBERDADE DE EXPRESSÃO. Pois, sinto falta dela. Consequência provável de me ter identificado. Ninguém consegue atingir a plenitude da liberdade pelo simples facto de possuir uma identidade.
Todos temos a necessidade de, por diversas formas, dar a conhecer a nossa perspectiva em relação aos acontecimentos da vida, da nossa vida. Mas a nossa vida é composta por redes sociais. Por mais alguém que nos completa. É aí que algo falha, que restringe a nossa liberdade. Não podemos abdicar da felicidade dos outros para sentirmo-nos realizados.
Argumento para desculpar a falta de coragem em dizer aquilo que sinto?
Pensa o que quiseres afinal só através do pensamento te podes sentir livre e mesmo assim é condicionado pela sociedade que te rodeia.
Quem sabe se um dia terminarei o post anterior...

 

publicado por jamrj às 02:28

Passar do romântismo ao pecado!

27.02.10

Falar do passado, sinónimo de sofrimento ou saudade.

Aquelas conversas por mensagem que dispensava fazer e repudiava quem o fizesse. Conversas que faziamos, mesmo estando a metros de distância. Conversas que não diziam mais que os nossos olhares.
Esquecermo-nos daquilo que construimos e que pelo tempo foi destruido. Mais ninguém o vai conseguir erguer. Nem eu!
Os meus olhos reflectem a felecidade que os teus pulmões respiram.
As lágrimas, assim como a àgua que percorre um rio, percorrem uma trajecoria à muito definida.
Momentos, que se acontessesem, seriam os mais românticos. Assim como aqueles que pensei ter vivido e, afinal, não passaram de uma satisfação de caprichos impulcionados pelo corpo e pela mente que, preenchida pelo pecado, torna-se no nosso pior inimigo e aliado da traição. Sinto-me sujo,  não por aquilo que me é proporcionado, mas pelo que irei proporcionar a um alguém.
Passar do romântismo ao pecado que considero viver lado-a-lado comigo e contigo, falo de traição. Não sei se é a palavra mais certa para descrever aquilo que sinto, sei que se mistura com amor
publicado por jamrj às 02:24

...

27.02.10

 

Dar 50% de nós a quem nos ama e outros 50% a quem nos traí e é traído;
Sofrer e fazer sofrer pelo mesmo motivo;
Dar e receber com a mesma moeda;
Abrir as mãos a quem já fechamos o coração; 
Apaixonarmo-nos  por quem é comprometido;
Ser, pela milésima vez, a terceira pessoa numa relação;
Querer alguém;
Sorrir para quem não gostamos;
Seduzir alguém de que detestamos;
Pensar-se feliz;
Querer  fazer, mas ter receio de o fazer;
Ignorar quem amámos;
Fingir não ver;
Chorar no escuro;
Sentirmo-nos injustos;
Pensar ser mais que um outro alguém;
Ouvir música que não gostamos;
Quem já não passou por isto...
 
publicado por jamrj às 01:24

SER ou apenas ser...

21.02.10

 

Onde a determinação nos leva... As ideias estúpidas aparecem, transformam-se em sonhos e por fim queremos atingir o prazer desses mesmos sonhos. Sozinho, mas acompanhado por quem nos ajuda em momentos de que mais necessitamos, e quando assim não o é esquecemo-las. Assim tudo começou...
Tempo frio, nublado e, pensava eu, propicio a bom futebol. Eram “putos” que, assim como eu, pertecem ao futuro de Portugal e alguns deles a título excepcional irão longe no futebol. Assim começou a realização de um sonho.
Foi neste jogo que encontrei o porquê do Mundo, e em particular o Futebol, atravessarem momentos menos bons. Os Valores!!!! Aqueles valores que deveriam ser transmitidos pela família, que quer o nosso bem e pensa estar a fazer sempre o que é certo. Os problemas que surgem no presente são consequências do passado... São Valores que ficaram por transmitir ou, aqueles que foram transmitidos não são os mais correctos. Como é possível sermos honestos, justos e responsáveis se quem nos ama “diz” para não o sermos!? É naquela idade que se começa a construir um Homem, que separamos os bem sucedidos na vida dos bem sucedidos na corrupção.
Foi naquele dia, naqueles 90 minutos que, mesmo não vendo, apenas ouvindo fiquei a saber qual o motivo que compromete o nosso futuro às mãos de quem pensa saber.
publicado por jamrj às 23:29

Sentido para a vida!

07.02.10

São naqueles sítios, que todos dispensavam, que os punham em causa, que não faziam sentido para a vida, onde nós encontramos traços de humanidade.

São naqueles sítios onde aprendemos a ser uma família, trabalhar em equipa, remar para o mesmo lado, O SUCESSO DE UM DEPENDE DE TODOS...

São naqueles sítios que um alguém se torna HOMEM, deixa de ser apenas um alguém e passa a ser um HOMEM…

Sítio que há muito procurava, e só com determinação lá cheguei.

É ali que aprendemos o significado de justiça e honestidade, que vemos aquilo que mais ninguém quer ver, que vivemos lado a lado com as verdadeiras dificuldades, que sofremos por dentro e por dentro vencemos. NUNCA VENCEMOS POR FORA!!! E no dia em que tal acontecer deixarei esse sítio.

É ali que aprendemos a ser respeitados. Não por ti, mas por quem lá está ou que sabe o verdadeiro sentido da vida.

É ali... que tudo acontece!

publicado por jamrj às 16:27

Não me peças, NUNCA, os meus segredos...

06.02.10

 

No teu regaço encontro um conforto que me é estranho. Revestes-te de um corpo que não conheço, mas sinto que a tua alma foi-me companheira de vida. Todos esses traços que conheço, os comportamentos compulsivos, a paixão do outrora e do agora, amor, fazem de mim o que vejo.
Tu és o destinatário destes breves beijos que te mando por caminhos afortunosos. Toda a dúvida é um incompleto totalmente completo… São sinónimos de sonhos estes meus sentires. são sinónimos de ti, estes meus medos.
Chorar com todas as lágrimas estas tenebrosas sensações, o proteccionismo incumbido algures nesse olhar que me fere a cada tocar. A minha pele que se retrai ao teu toque, corpo que arde à sensibilidade da tua língua.
Sexo, desejo, paixão, consciente irresponsabilidade que me domina, prazeres carnais ocultos no nosso beijo. Salivas que se misturam num emaranhado de línguas que se procuram algures entre os nossos lábios…
Não me peças nunca, amor, o diário de mim, por resumo não me posso confessar. Sou bem mais que letras e palavras, sou bem maior que altas vozes, que breves leituras.
Não me peças nunca, amor, estas páginas brancas. Nem estas tintas que desenham a voz.
Não me peças, nunca, os meus segredos…
Rúben Jesus
publicado por jamrj às 23:05

Antes de um fim premeditado

28.01.10

 

Faltava uma única gota para preencher o meu oceano. UMA ÚNICA GOTA!!!!
Caiu hoje, preenchendo o pouco espaço que guardava carinhosamente para ti.
Atraiçoado pelas ilusões que não são mais que isso, criadas por alguém e com um propósito: Prender-nos àquilo em que não acreditamos, mas que somos seduzidos a acreditar.
Um rumar de asas livre leva-nos a esvoaçar até à  verdade, aos conflitos que nos acompanham sem dar-mos pela sua presença. Descobrimos que tudo aquilo que dizem ser é apenas uma utopia dos seus sonhos. Pensamos ser isto, aquilo… mas não passamos do pensar
Nesta carta que te escrevo, aqui dou as minhas despedidas. Foram bons os momentos. Foram boas as lições de amor nunca antes conseguidas por uma outra paixão.

Não esquecendo os desejos transmitidos por olhares, afinal é assim que tudo começa, por um simples e inocente olhar…

publicado por jamrj às 11:24

Por Instantes...

23.01.10

Uma leve brisa de satisfação nos possui por pequenos instantes. É aí que esquecemos aquilo que nos fez parar no passado, por instantes. Já nem sabemos por quem nos apaixonamos, quem foi que nos esqueceu, aquela pessoa que nos ama mas não o assume, que quer estar connosco mas não quer ser vista connosco.

Afinal esquecer não é tão difícil… Mas, em tudo há sempre um mas, só por breves instantes. 
Porquê que não consigo deixar de acreditar naquilo que sei que nunca vai acontecer? Porquê que, e apesar de o quereres, o queres esquecer? A idade dos “porquês” já lá vai mas as dúvidas continuam.
Uma nova paixão, que provavelmente não passara de uma paixão. Ora aqui está a essência da vida.
publicado por jamrj às 18:24

Pensamento Censurado!

23.01.10

 

 

 

 

Para amar não é preciso dinheiro, mas para ser amado…
Difícil resistir. Afinal o capítulo que pensava ter encerrado voltou a reabrir. Sinal que, e apesar de todos os erros cometidos, sou alguém em quem podes confiar. De SMS a chamada duas semanas de reflexões foram empurradas para o abismo da irresistência. Um único argumento, SAUDADE…
Neste meu livro preferia dar um outro fim ao romance de Romeu e Julieta, mas, e por decisão própria será esse o fim atribuído. A única diferença é que as famílias não se conhecem, e o veneno é o amor.
Será difícil resistir. Mas espero que tudo continue como está, não passe de bons momentos. E caso esses momentos criem ilusões, socorro-me das lembranças, porque lá mora o passado.
Das conclusões que tiraste desta reflexão, muda-lhes o sentido ou simplesmente esquece-as, são as mais erradas.
publicado por jamrj às 18:23

Sem Título...

23.01.10

 

Por aqui se terminam e se iniciam novos capítulos. Capítulos que me completam cada vez mais. Que fazem toda a questão de ficar registados no rosto. Que não me deixam esquecer aquilo que fui. Que tornam presente as origens. Que me lançam na saudade, na verdadeira saudade, SAUDADE que lá vai e que por cá ficou.  
Pena, pena todos os momentos não serem como este. Ter tão definido aquilo que em que me estou a tornar. Às vezes (quase sempre) esqueço-me do que quero ser, de como eu quero ser recordado… mas pelos acontecimentos que me rodeiam, o esquecido rapidamente passa a lembrado.
A favor da saudade mas contra o destino.
Amante do pensamento e dos sentimentos mas contra o destino.
Prefiro acreditar que se trata de um mero acaso em detrimento do destino.
 
publicado por jamrj às 18:21

mais sobre mim

pesquisar

 

Fevereiro 2010

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
28

comentários recentes

  • convite para seguir a história de Alice, lá no--- ...
  • NÃO termines o blog, escreves coisas demasiado lin...
  • Mas que raio de sítio é esse?Conta-me que quero ir...
  • adorei o teu blog, especialmente o 2º texto.LINDO....

mais comentados

arquivos

2010